Buscar

A importância do sangramento e das margens de segurança



marcas de corte, sangria e margem de segurança
A importância do sangramento e das marcas de corte

Para entendermos os conceitos de margem de segurança e sangria, devemos ter em mente o tamanho do material que será produzido.

Normalmente, a gráfica faz uma montagem com duas ou mais imagens do material que será impresso, em um formato bem maior, na mesma folha, para otimizar o tempo da máquina. Depois da impressão, essa grande folha é cortada, dividindo o material até o tamanho final.

Mesmo os equipamentos de corte tendo precisão micrométrica, para que não haja problemas nesse processo, os arquivos finais devem ter as marcas de corte, sangria e respeitar margens de segurança.


O que são as marcas de corte?

As marcas de corte são linhas que marcam o limite do material. Como o próprio nome diz, é a linha exata onde o material será cortado pela guilhotina.


O que é a sangria ou o sangramento?

Sangria ou sangramento é uma extensão da arte para além da linha de corte. É uma borda de 3 a 5mm com uma continuação da cor de fundo ou da arte de fundo e com qualquer imagem que será cortada, no limite de corte do material. Esse processo evita bordas brancas indesejadas no produto final.


O que é margem de segurança?

Margem de segurança é um limite de distância da marca de corte para evitar que elementos importantes, como textos, fotos e logotipos sofram corte ou fiquem muito próximos da borda. Sugerimos uma margem de segurança mínima de 5mm. Ela não precisa estar destacada com uma linha visível. É somente um limite a ser respeitado.


Esses três elementos do design gráfico são bem simples e fáceis de serem incorporados, trazendo muita qualidade à sua arte final.